Português Español English

QUACC

Mostrar items por tag: Quantum Lab

Para que o nosso cliente venha a receber as informações, por meio de relatórios que são gerados pelo preenchimento do Método Quantum, existe toda uma equipe técnica, multidisciplinar, que trabalha no estudo e desenvolvimento, e na busca de novos conhecimentos. Esta equipe está alocada no Laboratório de pesquisa da empresa, e que aqui, denominamos de Quantum Lab.

Nosso foco está na constante atualização sobre o mapeamento da tendência comportamental, assim como em desenvolver novos serviços, para melhor atendermos aos nossos clientes com qualidade e respeito.

Por se tratar de uma ferramenta que fornece informações sobre comportamento, se faz necessário um trabalho sério e criterioso na elaboração destes relatórios, com uma linguagem de fácil compreensão, aliada a uma preocupação técnica.

Para que se possam constatar esta compreensão por parte dos clientes, seguem abaixo alguns comentários recebidos de pessoas que fizeram o Método Quantum, e que receberam o relatório que é gerado automaticamente on line:

1- Vocês estão de parabéns, como é que pode, com “meia dúzia de palavras” sair tanta conclusão?

2- Muito obrigada, fiz a avaliação e diante do diagnóstico resolvi fazer terapia para acertar alguns pontos , vejo que valeu a pena.

3- O relatório mostra o meu momento profissional e pessoal.

4- É de assustar o nível de assertividade desse relatório em relação à minha pessoa e às minhas atividades atuais, muito bacana!

5- O que eu li no relatório, com pouquíssimas divergências, está assustadoramente próximo com as minhas características e com o momento que vivo hoje.

6- A avaliação do meu perfil é tão detalhada e próxima a realidade que gostaria de utilizá-la junto ao meu CV.

7- No meu caso, o resultado apresentado foi esclarecedor e me permitiu entender algumas coisas que antes eu apenas achava que poderia ser.

8- Gostei muito, estão de parabéns! Teste super rápido e uma precisão espantosa.

9- Parabéns pelo trabalho e realmente está muito próximo da minha situação no momento.

10- Fiquei surpreso positivamente com vários aspectos mencionados, que retratam bem a minha maneira de agir e de pensar em relação a parte profissional.

11- Gostei muito de participar e de saber os pontos que ainda devo trabalhar e principalmente os positivos que tenho, mas que por causa dos cenários, eu não consigo utilizá-los!

12- O relatório me definiu muito bem! E felizmente, pude constatar que estou trabalhando na área correta.

13- Nem minha mãe, junto com a minha esposa conseguiriam ser tão precisas.

E você o que gostaria de nos dizer sobre o Método Quantum?

Por Nisia Kappler

Podemos dizer que a motivação ou motivo-ação é o desejo (força propulsora) por trás de todas as ações de um indivíduo na busca por atingir algum objetivo ou alcançar uma meta.

A motivação envolve experiências emocionais que denominaremos de “positivas “ ou “negativas”, para facilitar a distinção entre determinados comportamentos, como positivo quero dizer atitudes com ânimo e como negativo, atitudes com desânimo.

Vemos na relação cotidiana, pessoas que motivadas apresentam sentimentos de entusiasmo e persistência perante os contratempos normais da vida. Temos que este padrão é definido pelo estado individual do cérebro e alimentado pelo sentimento de própria eficácia do individuo.

Sabemos que pessoas que se sentem eficazes se recuperam mais depressa dos fracassos, que o sentimento da própria eficácia tem um grande valor estimulante, pois alenta e conduz à ação.

Ter capacidade para enfrentar obstáculos e temeridades diárias não significa que o indivíduo a usará adequadamente. O indivíduo necessita de reconhecimento de suas capacidades, de conscientização constante de seu estado emocional e de aprendizado contínuo sobre si mesmo, pois o dia-a-dia solicita improvisação de habilidades.

A idéia que temos de nós mesmos condiciona nossas respostas ao meio, ao acreditar que posso enfrentar uma determinada situação a enfrentarei, caso contrário, não a enfrentarei, ou seja, nós abrimos ou fechamos os caminhos futuros.

O pedido de atenção é para como usarmos a favor de nossa motivação, nosso estado emocional. Há pessoas que se consideram frágeis e por isso tendem a exagerar a gravidade tanto das suas próprias deficiências como das dificuldades exteriores, em contrapartida, as pessoas com um elevado grau de otimismo em relação a sua eficácia, tendem a correr mais riscos, porém se usar de forma adequada seu potencial de otimismo diminuirá o medo do fracasso, que por si só poderá lhe trazer possibilidades reais de sucesso.

Saber manejar o enfrentamento as diversas circunstâncias a qual se está sujeito é uma grande opção para a obtenção de bons resultados e fazer a retroalimentação da motivação. É necessário que se reconheça as situações difíceis e saber quando evitá-las ou como evitá-las, ao invés de temê-las.

Cada pessoa responde de maneira distinta as solicitações do meio, o que as levam a uma retirada ou permanência no contexto as quais estão inseridas será a ansiedade produzida pela capacidade de enfrentamento para suportar determinada situação.

Retomando o conceito acima sobre “negativo”, temos as pessoas pessimistas que tendem a explicar os acontecimentos desagradáveis catastrofizando o resultado. As pessoas com uma atitude mais “positiva”, chamadas otimistas, apresentam uma reatividade com demonstração de força, de garra, de adiante. Fazendo um diferencial nos resultados.

Podemos dizer que nossos estilos comportamentais como respostas ao meio são em parte herdado e aprendido e que a forma como fomos educados dificultou ou favoreceu o uso da motivação em prol da realização de nossos desejos.

Exemplo 1

Se a criança recebe orientação com o sentido de superação, terá a percepção de seu erro e não de que está sempre errada: - disseste uma mentira, porque o fizeste, pode reavaliar seu comportamento.

Exemplo 2

Se a criança recebe cobrança com o sentido de desvalorização, terá a percepção de que está sempre errada: - é um mentiroso.

Podemos pensar que a educação adequada dos sentimentos propicia a auto motivação e o desenvolvimento dos talentos.

Para exemplificar a orientação no sentido de superação podemos falar da criança que ao receber este tipo de direcionamento terá a percepção de seu erro e não de que está sempre errada: - disseste uma mentira, porque o fizeste, pode reavaliar seu comportamento.

Já a criança que recebe cobrança com o sentido de desvalorização, terá a percepção de que está sempre errada: - é um mentiroso.

Podemos pensar que a educação adequada dos sentimentos propicia a auto motivação e o desenvolvimento dos talentos.

Por Ana Maria Canzonieri

Conforme discutido à exaustão, por diversos autores, nestas últimas décadas as mudanças geradas pela confluência histórica de processos independentes, a “revolução” da microeletrônica, a crise econômica do capitalismo e sua consequente reestruturação e o apogeu de alguns movimentos culturais esboçam o cenário para uma nova sociedade. E esta surge quando se observa uma mudança estrutural nas relações de produção, sociais e de poder. Também a experiência do espaço-tempo se altera. A dinâmica da chamada sociedade do descarte significa não só jogar fora os bens produzidos, mas também princípios, valores, estilos de vida, relacionamentos estáveis, edifícios, lugares e pessoas. Desse modo, na atualidade fluem mais situações que em qualquer outro período, e isso implica profundas mudanças na psicologia humana. Diante desta realidade, pode-se dizer sem exagero que vivemos dentro de um cenário estressante, por si mesmo. Isto porque todas as situações que implicam uma mudança na vida das pessoas são potencialmente estressantes, dado que exigem que o indivíduo modifique suas condutas para se adaptar à nova sutuação.

Por definição uma pessoa se encontra em situação de estresse quando percebe que seus recursos não são suficientes para fazer frente às demandas do meio, ou porque estas são excessivas, ou porque os recursos (tempo, habilidade, dinheiro, energia, etc.) de que dispõe naquele momento são insuficientes.

Por conseguinte, o estresse é um processo que depende dos acontecimentos e, mais importante, do significado de uma situação para a pessoa, e da valorização que ela concede aos seus próprios recursos.

Para que determinadas situações sejam percebidas como estressantes, e por isso chamadas de eventos estressores, devem conter algumas características, não é necessário que todas estejam presentes simultaneamente:

- Implicar uma mudança, pois exigem que o indivíduo se adapte à nova situação, o que requer do mesmo “uma saída da zona de conforto”. Como exemplo: mudança de casa, de trabalho, separação ou casamento.

- Ter uma valorização negativa, são vividos de maneira mais intensa e seu impacto sobre a saúde é maior. Perda de entes queridos ou de emprego são exemplos.

- Ser duradouros, quanto mais dura uma situação de estresse, maior é o impacto sobre a pessoa. Acontecimentos crônicos de ampla duração tem efeitos muito mais prejudiciais para a saúde.

- Ser ambíguos, sempre que a informação não é clara e objetiva suscita nas pessoas dúvidas e insegurança, pois impedem que seja adotada uma estratégia de ação. A ansiedade decorrente provoca fortes respostas fisiológicas.

- Ser incontroláveis ou imprevisíveis, pois não permitem adaptação e provocam ativação fisiológica, posteriormente fadiga e depressão.

- Implicar uma sobrecarga, esta requer uma resposta extraordinária do organismo e impede a adaptação a novos desafios.

Face a qualquer acontecimento inédito, o indivíduo realiza um processo de avaliação que se divide em três. Primeiro ocorre a chamada avaliação automática ou reflexa em função da situação ser ameaçadora ou não para o organismo. Esta avaliação é tão rápida que não é consciente, e frequentemente ocorre antes que pessoa se dê conta da situação. Pode facilitar as respostas de estresse antes mesmo que a situação seja identificada conscientemente como ameaçadora ou aversiva. Ao processo anterior se segue a avaliação primária, onde o indivíduo realiza uma avaliação, já consciente, das demandas da situação. Como resultado a pessoa determina se a situação é irrelevante, boa, ou estressante. Se for estressante recebe nova avaliação sobre a quantidade de dano ou perda, ameaça ou dano futuro, e de desafio.

Se a situação anterior foi definida como estressante, se dará ainda uma terceira avaliação, chamada secundária na qual a pessoa avalia os recursos que tem para fazer frente às demandas ambientais.

Diante de qualquer situação nova o organismo emitirá respostas fisiológicas para fazer frente ao evento estressor. Foram chamadas por Hans Selye, síndrome de adaptação geral e nela se distinguem três fases: alarme, resistência e esgotamento. Estas por sua vez, estão relacionadas a três eixos fisiológicos que se ativam de forma consecutiva à duração da situação estressante.

O primeiro, o eixo neural é um sistema de resposta rápida que se ativa em segundos para fazer frente, de forma imediata à situação. Esta ativação é de curta duração e aumenta a atividade do sistema nervoso simpático. Se produz então, um aumento da taxa cardíaca, vasoconstrição, aumento da pressão arterial, da tensão muscular, sudorese e salivação. Todas essas respostas preparam para a ação, são típicas diante de um evento inesperado e momentâneo. Se a situação se conclui a ativação irá se desfazendo paulatinamente, se não, ocorrerá o disparo do eixo 2.

O segundo, o eixo neuroendócrino demora de 30s a 3m após a resposta inicial, mas tem efeitos muito mais duradouros. Se ativa perante situações estressantes que se prolongam no tempo. Seu objetivo é proporcionar maiores possibilidades de adaptação ou sobrevivência do organismo, com ele ocorrem respostas rápidas e vigorosas de luta ou fuga, implica também a segregação de adrenalina. Aumentam os batimentos cardíacos, vasodilatação, aumento da glicose, broncodilatação. No âmbito emocional acompanham sensações de ansiedade, agressividade, tensão.

O terceiro, eixo endócrino, é muito mais lento que o anterior e se ativa em situações de estresse crônicas, que duram dias ou meses. Sua ativação objetiva a adaptação do organismo ao impacto do estresse em um tempo longo. Seu disparo provoca mudanças hormonais complexas mediadas pela hipófise que aumentam as reservas de açúcares e reduzem o gasto metabólico. Como consequência se reduzem as respostas imunológicas, a percepção da dor, da fome, a atividade sexual. Num longo prazo fomenta o surgimento de quadros de depressão. O disparo deste eixo está fortemente associado a muitos transtornos psicossomáticos.

Os tipos de estressores variam em função da profissão, estilo de vida e relações sociais que a pessoa mantém. Porém, os estressores podem ser classificados em três categorias gerais:

1. Acontecimentos vitais intensos e extraordinários, como a perda de entes queridos, divórcio, desemprego, casamento.

2. Eventos estressantes diários, por exemplo, discussões familiares, excesso de trabalho, congestionamentos de trânsito.

3. Situações de tensão crônica, como conflitos familiares enraizados, permanecer desempregado por vários anos, doença crônica.

Ao contrário do que muitos creem, o estresse não é necessariamente apenas negativo, algumas circunstâncias podem ser estressantes, mas impulsionam o indivíduo a um desenvolvimento pessoal. Para esta diferenciação alguns termos foram criados:

Distresse é o estresse negativo, face a eventos desagradáveis, para o indivíduo. Faz com que a pessoa desenvolva um esforço exacerbado para superá-lo. Este tipo de estresse vem sempre acompanhado de desordens fisiológicas que podem redundar em transtornos psicossomáticos.

Eustresse é o estresse positivo, o indivíduo se vê em condições de enfrentar as situações que podem, inclusive, lhe proporcionar sensações prazerosas e aumento da vitalidade.

As respostas emocionais que se produzem dependem fundamentalmente da valorização que a pessoa faz do evento estressor, e podem sofrer modificações ao longo do processo. Um excesso de estresse positivo pode também gerar consequências desagradáveis, por exemplo os conhecidos casos de pessoas que sofreram problemas cardíacos frente a fortes emoções ocasionadas por reencontros familiares, ganhar prêmios em loterias ou ver seu time de futebol vencer um campeonato.

Naturalmente as respostas comportamentais também dependerão desta valorização, assim cada perfil apresentará determinadas tendências nas suas reações aos eventos estressores. Entretanto, se faz imperativo lembrar, que em se tratando de seres humanos, não podemos fazer disto um dogma imutável, pois sempre estará presente o imponderável, o surpreendente.

As respostas comportamentais básicas diante de um estressor são: enfrentamento (ataque), evitação (fuga), passividade (colapso). As habilidades do sujeito para dar respostas adequadas a cada estressor dependem de um aprendizado prévio das condutas pertinentes e, se a emissão de respostas recebeu reforço nas situações similares precedentes. Além disto, as respostas serão moduladas por suas conseqüências. A resposta de enfrentamento selecionada define a forma de ativação do sujeito, os recursos e estruturas fisiológicas a serem mobilizadas e os possíveis transtornos psicofisiológicos que possam ocorrer. A resposta ao estressor pode ser preditiva de transtornos específicos como no caso de fuga e evitação, por exemplo, ser preditiva de agorafobia ou fobia social. Desse modo, os diversos perfis quânticos nos fornecem boas pistas sobre as reações comportamentais diante dos estressores. Naturalmente os perfis devem ser observados em sua totalidade, mas, a título de exemplo vou abordar o fator A isoladamente.

Uma pessoa em cujo perfil comportamental o estilo de ação se mostra mais intenso, predominando as tendências de um alto A, em princípio traz potencialmente maiores possibilidades de lidar com um evento estressante, uma vez que encarar os desafios lhe é motivacional. Contudo, se o “Quantum” desta pessoa mostrar energia baixa, moral baixa com dez pontos ou mais de diferença é quase certo que estará vivenciando uma situação de estresse. E para lidar com ela, se esta perdurar no tempo, a probabilidade maior será o indivíduo intensificar as respostas que lhe são preferenciais, assim o alto A poderá se tornar obstinado, um pouco agressivo e insistir teimosamente nestes comportamentos, que afinal sempre deram certo e “é o meu jeito de ser”. Principalmente se o seu mapa também apontar muito pouca flexibilidade ou inflexibilidade.

Mas, se ainda assim a situação estressante perdurar, se dá a fase de esgotamento, na qual o alto A poderá “despencar” para o seu extremo oposto um baixo A no quarto quadrante, pois as estratégias comportamentais que lhe são familiares não deram certo. Se verá então comportando-se de modo inseguro, passivo, talvez até paralisando-se pela indecisão. Nestas circunstâncias pode se dar a gênese de transtornos somáticos.

Da mesma forma o oposto é verdadeiro; uma pessoa que possui as tendências de baixo A, diante de um evento estressor intensificará o uso dos seus atributos preferenciais, assim buscará mais opiniões de terceiros, e tentará encontrar alguém que possa ajudá-la. Submetida a circunstâncias de estresse duradouro, se as suas estratégias não surtirem efeito, poderá também despencar para o outro extremo, manifestando autoritarismo, egocentrismo e talvez certa dose de agressividade.

Portanto, é recomendável sempre que possível o exercício da resiliência para que, depois das pancadas da vida, inevitáveis e sempre presentes, o indivíduo tenha recursos para voltar à ”sua forma original”, e não siga pela vida afora feito “lata amassada”. Afinal, há mais de dois mil anos, Pitágoras definia a adaptação como sendo “o dom da excelência humana”.

Por Luiz Müller

Quantum Lab

Publicado em Quantum Lab

Esta empresa do grupo Quantum Assessment é responsável pelo desenvolvimento científico e tecnológico das soluções de assessment do Método Quantum, e foi a empresa fundadora do grupo, chamada CLARIM (Claudia Riecken Assessoria e Marketing).

O Quantum Lab está estruturado em dois núcleos distintos que trabalham de forma integrada: um cuida de tecnologia e outro de pesquisa e desenvolvimento, tendo como diretrizes principais a qualidade e a consistência em suas atividades.

O Quantum Lab é responsável pela criação e desenvolvimento dos produtos comercializados pelo Grupo Quantum. Seu foco principal é a produção de conhecimento científico e a consequente fundamentação do assessment. Concede também apoio científico a dissertações de mestrado e teses de doutorado e apóia pesquisas efetivadas por outras instituições parceiras do grupo em diferentes países e continentes.

O Quantum Lab busca a constante atualização de produtos e serviços. O Método Quantum é avaliado permanentemente e testado em diversas áreas do conhecimento a fim de produzir novas análises comportamentais, analisa novas demandas e testa diversas possibilidades antes de criar um novo serviço ou produto.

O mercado de trabalho está em constante mutação. O acesso às novas tecnologias muda os cenários, as relações entre as pessoas e até a cultura das empresas. A transformação que passamos todos os dias precisa vir acompanhada com a atualização do conhecimento. A informação é um bem imensurável tanto para as empresas, quanto para os profissionais de todas as áreas.

O Quantum Lab - como é chamado o nosso laboratório científico - apoia as pesquisas nas diversas áreas do conhecimento porque são importantes fontes de subsídios para validação de pesquisas com públicos específicos, além de possibilitar a disseminação do conteúdo do Método Quantum para benefícios da sociedade.

Página 2 de 2

Produtos Quantum Prime

DESIGN DE INTEGRAÇÃO DE COMPETÊNCIAS (QUICC)

Um check up que visa extrair da equipe e apresentar à empresa a maior quantidade de informações úteis e precisas para a tomada de decisões estratégicas.
O QUICC objetiva:
• Apresentar ao cliente o perfil predominante de uma determinada equipe ou da empresa como um todo, facilitando a tomada de decisões estratégicas, a delegação de tarefas e a obtenção de resultados de maneira mais ágil e qualificada;
• Oferecer direcionamento sobre como gerir a equipe de maneira mais produtiva;
• Possibilidade de elaborar programas de desenvolvimento mais assertivos através do conhecimento dos principais gaps da equipe;
• Diagnóstico da situação atual da equipe (clima) que facilitará a definição de ações futuras;
• Informações que facilitarão o diagnóstico e a resolução de situações de conflito.

WORKSHOP DE AUTO-INTERPRETAÇÃO

Proporciona aos profissionais um momento de reflexão sobre suas principais características comportamentais, seus pontos fortes, estilo de liderança, motivadores e aspectos de risco.
Após o preenchimento da pesquisa Método Quantum e do Workshop, os profissionais estão preparados para identificar:
• seu estilo comportamental estrutural;
• sua percepção sobre o comportamento esperado em seu espaço atual de trabalho;
• seu estilo comportamental atual;
• sua energia e aproveitamento de potencial;
• os graus de flexibilidade e capacidade de adaptação;
• seus motivadores e “estressores” principais.

WORKSHOP DE APRESENTAÇÃO DO MÉTODO QUANTUM
Apresentar o Método Quantum como ferramenta gerencial de assessment comportamental, propiciando conhecimento sobre sua eficácia, benefícios e diferenciais.
Os participantes do Workshop preenchem o Método Quantum a fim de integrar os conceitos apresentados, conhecer na prática o instrumento, sua aplicação e os tipos de resultados obtidos.

DNA DO TALENTO - ENGENHARIA DE FUNÇÃO

Ferramenta que permite definir os perfis comportamentais ideais para um determinado cargo e compará-los com os candidatos e/ou profissionais que ocupam a função.
A Engenharia de Função fornece:

• percepção detalhada das características comportamentais idealizadas para o cargo, as necessidades gerenciais deste perfil, os perigos e os aspectos a gerenciar;
• diagnóstico de compatibilidade de cada profissional com o cargo;
• subsídios para elaboração de um programa de desenvolvimento personalizado e consistente, focado nas metas e resultados da empresa;
• informações para definição de treinamentos direcionados às reais necessidades de cada profissional.

PROGRAMAS TRAINEE

Programas de Trainee têm como objetivo atrair, desenvolver e manter jovens talentos nas empresas.
Aspectos técnicos são fundamentais e muito considerados na escolha dos finalistas de um programa de trainee.
Os aspectos comportamentais, atualmente, aparecem no mesmo nível de importância que os técnicos.
O Método Quantum, com alta tecnologia, agilidade e acuidade, tem sido uma ferramenta importante neste momento. Evita que contratemos pelo currículo e demitamos pelo comportamento.
Há mais de 7 anos o Método Quantum é utilizado em processos seletivos, programas de trainee e estágio, de diversas empresas, dos mais variados segmentos. Mais de 300 mil pessoas já responderam a esta Pesquisa Comportamental contando com a tecnologia, help desk, suporte operacional e consultoria da Quantum Assessment.

INTERPRETAÇÃO DE MAPAS

A interpretação e contextualização do resultado obtido com a pesquisa Quantum é realizada por um de nossos Analistas Quânticos Seniores, habilitados pela Universidade Quantum, de acordo com o Código de Ética do Analista Quântico.
A Interpretação de Mapa poderá ter diferentes focos:
• oferecer análise do resultado da Pesquisa Quantum – principais competências, potencial, aspectos comportamentais a serem aprimorados ou desenvolvidos;
• proporcionar momento de autoconhecimento, auto-análise e desenvolvimento pessoal e profissional;
• fornecer ao profissional direcionamento sobre como alinhar as competências existentes em seu perfil aos objetivos da Organização;
• fornecer ao profissional direcionamento sobre como aprimorar ou desenvolver as competências deficitárias;
• facilitar a compreensão do perfil do profissional frente ao perfil dos seus superiores, pares e subordinados;
• apresentar e possibilitar reflexão sobre o momento atual, auxiliando o profissional no estabelecimento de ações para melhoria e percepção de novas alternativas.

GENOMA DO SUCESSO

A verdadeira matriz do seu sucesso. Eleição e mapeamento de modelos de excelência. Cruzamento e ampliação de performance (benchmarking interno).

COACHING

Você e a empresa em sintonia. Você e você em sinergia.

COUSELLING

Em casos de sucessão, fusão e mudanças organizacionais.

CLIMA ORGANIZACIONAL

Medido e melhorado rápida e silenciosamente.

OUTROS PRODUTOS

FAQ – Formação de Analistas Quânticos, palestras motivacionais, cursos de especialização, workshops, atendimento terapêutico, treinamentos e projetos sob medida para atender necessidades específicas da sua empresa e das suas relações.